Followers.

quarta-feira, janeiro 20, 2010

Movimento Negro brasileiro pede expulsão do Cônsul Geral do Haiti

Organizações negras, líderes religiosos e intelectuais de todo o país estão manifestando- se em relação às declarações racistas do cônsul geral do Haiti em São Paulo, George Samuel Antoine e pedem sua expulsão imediata do Brasil.

Sem saber que estava sendo gravado pela equipe do SBT, Antonie diz que a culpa do terremoto que destruiu o Haiti foi do Vodu, religião da origem africana popular naquele país. “Acho que de, tanto mexer com macumba, não sei o que é aquilo... O africano em si tem uma maldição” e afirma que a catástrofe, que vitimou centena de milhares de haitianos, foi boa para o Consulado "A desgraça de lá está sendo uma boa pra gente aqui, fica conhecido”, afirmou o representante do país no Brasil. “Todo lugar que tem africano lá tá f...", completa.

As afirmações exibidas no último dia (14), no jornal "SBT Brasil", causaram indignação dos ativistas negros que as consideram como racista e despeitosa com todos os afrodescendentes no mundo. Para Silvio Humberto Cunha, diretor do Instituto Steve Biko “essa declaração demonstra como o racismo não tem fronteiras, as pessoas vêm os negros como sub-humanos”. Silvio Humberto pede que Itamaraty tome “medidas energéticas” em relação ao caso e conclama o movimento negro a se posicionar.

O vídeo, divulgando no site YouTube, já foi traduzido para inglês e espanhol e está causando uma série de manifestações internacionais, sobretudo por somar-se às declarações do pastor americano Pat Robertson dono do canal "Christian Broadcasting Network" quando afirmou que a causa do terremoto foi um "pacto com o diabo" realizado pelos haitianos para que o país se tornasse independente da França.

O Conselho Nacional de Negras e Negros Cristãos (CNNC), afirma em seu blog que “estes fatos nos trazem a reflexão do racismo e intolerância com o povo haitiano” e lembra o comentário feito pelo jornalista Arnaldo Jabor para quem uma das causas da falta de democracia no Haiti são as “raízes africanas tribais e bárbaras”.

A presidente do Conselho do Desenvolvimento da Comunidade Negra da Bahia (CDCN), Vilma Reis, afirma que o discurso do Antonie reflete o pensamento racista dominante “ele apenas verbalizou o que maioria dos racistas pensa sobre nós” e lembra que muitos diplomatas vivem da miséria do povo haitiano fazendo carreiras nos órgãos internacionais.

Na próxima quarta-feira, 20/01, às 19h, organizações do movimento negro baiano e membros de religiões de matriz africana convocarão a imprensa para uma manifestação conjunta em favor da expulsão do cônsul George Samuel Antoine. A reunião será realizada na sede do Instituto Steve Biko, Largo do Carmo, Pelourinho, em Salvador.

O vídeo com os comentários racistas encontra-se no site http://correionago.ning.com/video/terremoto-no-haiti-consul

* Por Paulo Rogério Nunes
 
 
 
Daí, desse assunto que nos ocorre agora, tiramos uma conclusão muito ruim: O preconceito e a discriminação racial ainda permeiam o pensamento da sociedade, que foi imbutida de preceitos europeus-eurocêntricos que sempre deturparam, tentaram ridicularizar e maldizer a cultura do povo negro. Todos sabemos que desastres naturais são consequência de descaso com a natureza, e em seu todo, o imaginário cultural e religioso do nosso povo gira em torno da natureza, do cuidado com ela e do convívio com ela. Como podemos ser culpados? O que o homem branco não conhece vai sempre ser maldito e diabólico.
 
Isso sim é lamentável para um ser humano.

3 comentários:

Camilla para os menos íntimos... disse...

tentei entrar no palavras ao vento e não consegui... vc excluiu ele?
e esse blog é novo?

kilder disse...

Bem legal o teu blog, boa sorte!!!!

Lilian disse...

Gostei do blog voltarei mais vezes.
Grata pela visita
Beijo